• Escaroupim

    ROTA DOS AVIEIROS

    Desde sempre o rio Tejo atraiu pescadores vindos de longe. Gente do mar que procuravam ganhar o pão que o mar lhes negava. Inicialmente, estes “nómadas do rio”, baptizados de avieiros por serem naturais de Vieira de Leiria, visitavam o local apenas sazonalmente, para depois se fixarem em aldeias coloridas em estacas.

  • Toledo: da Tradição Visigótica à magia do Caminho